O QUE É PSICOTERAPIA PSICANALÍTICA E COMO FUNCIONA?

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter

A psicoterapia psicanalítica é útil para pessoas que desejam entender a si mesmas e ao que está acontecendo em seu mundo interno, seja para lidar com questões específicas que estão enfrentando (depressão, perda, ansiedade, medos, dentre outros conflitos) ou para descobrir mais sobre si mesmas e a maneira como se relaciona com o mundo externo.

Através da psicanálise, o indivíduo tem a oportunidade única de criar e desenvolver um relacionamento com seu terapeuta e, através desse relacionamento, explorar as maneiras pelas quais você se relaciona com os outros. Isso é realizado em um ambiente seguro, confidencial e sem julgamentos, permitindo que a pessoa possa conversar livremente seus conflitos, percebendo seus aspectos de sua personalidade e os problemas com os quais está enfrentando neste momento.

A psicoterapia psicanalítica faz uma jornada muito diferente para cada pessoa. Para algumas pessoas, a angústia mental e emocional surge de sua dificuldade em compreender e seu verdadeiro eu, com todas as suas necessidades, aspirações, desejos, sonhos e lutas pessoais. Muitas vezes isso gera dificuldades em aceitar a si mesmo, seus sentimentos, comportamentos e pensamentos. A autoestima começa a ficar muito frágil e o medo as paralisações frente à vida começam a aparecer.

Para outras pessoas, pode ser um momento de desafios difíceis de serem resolvidos como lutos, separações, problemas com a saúde, problemas no emprego, sentindo como situações administráveis de se resolver sozinho visto que são uma somatória de angustias, o que acaba resultando em um sentimento de caos interno, confusão, depressão, raiva e outros estados emocionais muito sofridos. É uma experiência comum sentir sentimentos negativos, e cada vez mais tendo menos tempo para pensar, sente-se sozinho, sem objetivo na vida, desamparado, com poucas esperanças.

A psicoterapia psicanalítica serve para criar esse espaço absolutamente essencial e precioso para o crescimento pessoal e iniciarmos a retomada do enfrentamento do pensamento afetivo. Dentro desse espaço, o psicoterapeuta e o paciente começam a encontrar, vagarosamente, as palavras certas para descrever, organizar e compreender, o que pode até agora ter sido sentido como experiências indescritíveis e, portanto, incompreensíveis.

É um princípio básico da psicoterapia que, para entender o que está acontecendo dentro de si mesmo, as experiências de alguém, é preciso encontrar as palavras para descrevê-las. Na descoberta dessas palavras, o mundo emocional encontra expressão e as coisas começam a fazer sentido e se encaixam.

Os sentimentos de confusão e angústia eventualmente diminuem em frequência e intensidade e torna-se mais fácil gerenciar os desafios da vida. A psicoterapia psicanalítica fornece um espaço estimulante para todos os pensamentos e sentimentos do indivíduo, de modo que ele possa começar a viver uma vida original e ir descobrindo o seu verdadeiro eu.

Situações em que alguém se sentiu anteriormente em um beco sem saída podem mudar, abre-se uma nova esperança, através da psicoterapia fornecendo novas opções e caminhos a seguir. Soluções podem ser encontradas para problemas anteriormente incontroláveis.

O que faz o psicoterapeuta psicanalítico?

Com base em sua experiência e conhecimento da psique humana e da prática da psicoterapia Psicanalítica Psicodinâmica que pode ser presencial em consultório e Psicoterapia on-line, trabalha como um companheiro de viagem em sua jornada terapêutica, ajudando-o a encontrar seu caminho nos problemas que você está lutando.

A maneira pela qual o terapeuta ouve sua narrativa, à medida que ela se desdobra e analisa o caminho nessa narrativa, ajuda a trazer à superfície e a nossos elementos de consciência que, até esse ponto, estavam ocultos e inconscientes.

Desta forma, a psicoterapia psicanalítica oferece a você a oportunidade de falar sobre questões e experiências que você nunca teve oportunidade de conversar ou mesmo pensar, e de vê-las claramente e através deste processo para entender melhor o que está acontecendo dentro de você, mas num vértice mais “profundo”.

O resultado desse processo é que as questões anteriormente envoltas em confusão e falta de significado se tornam mais claras, para que você possa se tornar mais capaz de compreender a si mesmo e obter um maior senso de controle sobre sua vida, estado emocional, comportamento e pensamentos.

Um dos maiores desafios é enfrentar o sentimento de culpa, sua elaboração, compreensão de sua origem, a maneira como isso afeta os sentimentos e ações resultantes. Compreender que precisa ultrapassar a culpa, poderá ajudá-lo a transformar em algo mais criativo avançando para pensamentos e ações mais amorosas e flexíveis.

Psicoterapia psicanalítica – duração da terapia

A maior parte dessa estrutura é universal, pois é usada dessa maneira por psicoterapeutas psicanalíticos em todo o mundo.

A psicoterapia psicanalítica geralmente dura de alguns meses (psicoterapia de curto prazo) a alguns anos (psicoterapia de longo prazo). Isso depende das necessidades e forças afetivas e desejo da pessoa, também dos aspectos emocionais quanto financeiros. É, no entanto, por vezes possível que mesmo um pequeno número de sessões seja especialmente útil.

Psicoterapia de curto prazo – Psicoterapia Breve

A psicoterapia de curto prazo pode durar de 16 a 24 sessões, geralmente uma vez por semana. A psicoterapia se concentra em questões específicas que, nas primeiras sessões, o terapeuta e o cliente decidem juntos trabalhar.

Psicoterapia de curto prazo não pode abranger todas as questões que o cliente deseja abordar, nem todas as várias questões que sem dúvida surgirão durante a terapia.

Psicoterapia Breve tem o objetivo de trabalhar um foco particular de sofrimento, no entanto, poderá apontar algumas outras questões afetivas envolvidas no problema atual, para que o cliente possa abordá-las no futuro, se assim o desejar.

Psicoterapia de longo prazo

A psicoterapia de longo prazo, embora focada em questões específicas que o cliente traz, é mais complexa e rica, pois não é limitada pelos limites dessas questões e permite que mais temas surjam e sejam examinados. Também oferece a pessoa a oportunidade de explorar e descobrir seu mundo interior, sem experimentar a ansiedade do próximo fim da terapia, como na psicoterapia de curto prazo.

Duração da sessão

A sessão psicanalítica tem a duração de em média de 45 minutos e as sessões começam e terminam no horário acordado.

Frequência da sessão

Uma vez por semana, a psicoterapia psicanalítica pode ser muito útil. No entanto, depende das questões e necessidades do indivíduo se a frequência será uma, duas vezes por semana ou mais frequentemente.

Maior frequência na semana é melhor no sentido de que é mais fácil para a pessoa lembrar o que aconteceu na sessão anterior e continuar daí, mantendo a proximidade mental e emocional tanto do terapeuta quanto dos temas que estão surgindo.

Também a frequência está intimamente ligada a possibilidade de estabelecer um vínculo mais intimista. Assim, proporciona um melhor senso de continuidade, que é necessário para o trabalho que precisa ser realizado. É ainda mais benéfico na medida em que ajuda a aprofundar os problemas que os incomodam em um curto período de tempo.

A maior frequência nas sessões também é útil na promoção de uma sensação de maior segurança e confiança tanto no psicoterapeuta quanto no processo psicanalítico.

Entre em contato e agende uma entrevista:

Marina S. R. Almeida

Consultora Ed. Inclusiva, Psicóloga Clínica e Escolar

Neuropsicóloga, Psicopedagoga e Pedagoga Especialista

CRP 41029-6

INSTITUTO INCLUSÃO BRASIL

Telefone (13) 34663504

Whatsapp (13) 991773793

Jacob Emmerich, 365 sala 13 – Centro – São Vicente-SP

CEP 11310-071

marinaalmeida@institutoinclusaobrasil.com.br

www.institutoinclusaobrasil.com.br

 

https://www.facebook.com/InstitutoInclusaoBrasil/

https://www.facebook.com/marina.almeida.9250

https://www.facebook.com/groups/institutoinclusaobrasil/

 

Conheça os E-Books

Coleção Escola Inclusiva

Coleção Escola Inclusiva

A Coleção Escola Inclusiva aborda vários temas da educação, elucidando as dúvidas mais frequentes dos professores, profissionais e pais relativas à Educação Inclusiva.

Outros posts

DISLEXIAS – PROF. JOSÉ PACHECO

Prof. José Pacheco Volto ao questionável ato de rotular e tratar alunos como “deficientes”. Trago-vos dois episódios, que podem ilustrar uma realidade oculta: há fenômenos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×