DICAS PARA PROFESSORES SOBRE BULLYING E CYBERBULLYING

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter

Sinais de alerta que uma criança está sendo vítima de bullying ou cyberbullying, uma criança ou jovem pode estar envolvida em cyberbullying de várias maneiras.

Uma criança ou jovem pode ser intimidada, intimidar outras pessoas ou testemunhar intimidação.

Pais podem não estar cientes de todas as plataformas de mídia social e aplicativos que uma criança está usando. Quanto mais plataformas digitais uma criança usa, mais oportunidades existem de ser exposta a potencial cyberbullying.

Muitos dos sinais de alerta de que o cyberbullying está ocorrendo ocorrem em torno do uso que uma criança faz do dispositivo.

Como as crianças passam muito tempo na internet em seus dispositivos, aumentos ou diminuições no uso podem ser menos perceptíveis. É importante prestar atenção quando uma criança apresenta mudanças repentinas no comportamento digital e social. 

Alguns dos sinais de alerta de que uma criança pode estar envolvida em cyberbullying são:

  1. Aumentos ou diminuições perceptíveis e rápidas no uso do dispositivo, incluindo mensagens de texto.
  2. Uma criança exibe respostas emocionais (risos, raiva, aborrecimento) ao que está acontecendo em seu dispositivo.
  3. Uma criança esconde sua tela ou dispositivo quando outras pessoas estão por perto e evita discutir sobre o que ela está fazendo em seu dispositivo.
  4. Contas de mídia social são fechadas ou novas contas aparecem.
  5. A criança começa a evitar situações sociais, mesmo aquelas que eram desfrutadas no passado.
  6. A criança fica retraída ou deprimida, ou perde o interesse pelas pessoas e atividades.

Prevenção e combate ao cyberbullying 

Professores, administradores escolares, acampamento, comunidade e funcionários religiosos estão em posições únicas para usar suas habilidades e funções para criar ambientes seguros com normas sociais positivas. 

Eles também estão em posições onde podem notar mudanças de comportamento das crianças em ambientes de grupo, como quando um grupo ou grupo de crianças se concentra em outra criança, ou outros sinais de que o cyberbullying pode estar ocorrendo.

Existem coisas que você pode fazer na sala de aula ou em outras configurações de grupo para abordar ou prevenir o cyberbullying.

Existem várias cartilhas de informativas na internet sobre bullying e cyberbullying, você poderá baixá-las gratuitamente, com dicas, atividades, informações e ajuda de apoio.

Abaixo alguns links:

https://www.cnj.jus.br/campanha/bullying/

http://new.netica.org.br/files/cartilha_bullying.pdf

https://crianca.mppr.mp.br/arquivos/File/publi/cnj/cartilha_bullying.pdf

https://crianca.mppr.mp.br/pagina-1756.html

http://www.etecsaomateus.com.br/wp-content/uploads/2015/09/bullying.pdf

http://www.escolamobile.com.br/wp-content/uploads/2017/03/CARTILHA-CYBERBULLYING2.pdf

http://unimed.coop.br/portalunimed/cartilhas/vamos-falar-sobre-bullying/vamosfalarsobrebullying.pdf

http://www.mpce.mp.br/wp-content/uploads/2016/07/CARTILHA-MPES.pdf

https://revistaeducacao.com.br/2018/01/31/como-identificar-o-bullying-breve-cartilha/

Existem vários vídeos no canal do Youtube, com conteúdo sobre o tema bullying e cyberbullying, destinados a crianças e adolescentes.

Se você acha que uma criança ou jovem está sendo intimidada, converse com ela em particular e pergunte sobre isso. Eles também podem ter provas em seus dispositivos digitais.

  • Se você acredita que um aluno está sendo intimidado, converse com seus pais sobre isso. Sirva como um facilitador entre a criança, os pais e a escola, se necessário.
  • Para entender o comportamento digital das crianças e como ele se relaciona com o cyberbullying, aumente sua consciência digital. 
  • Desenvolva atividades que incentivem a autorreflexão, pedindo às crianças que identifiquem e expressem o que pensam e sentem, e que considerem os pensamentos e sentimentos dos outros. 
  • Ajude as crianças a desenvolver a inteligência emocional para que possam aprender habilidades de autoconsciência e autorregulação e aprender como ter empatia pelos outros.
  • Modele, reforce e recompense o comportamento positivo em relação aos outros.
  • Incentive o envolvimento dos pares nas estratégias de prevenção.

Ajuda para bullying e ciberbullying na plataforma da Safernet:

A SaferNet Brasil oferece um serviço de orientação sobre crimes e violações dos Direitos Humanos na internet, de forma anônima e sigilosa.

A equipe SaferNet é formada por profissionais especializados para orientar sobre como prevenir algumas violências online, o que fazer para denunciar e, quando possível, facilitar a identificação de instituições de saúde e/ou socioassistenciais que possam realizar um atendimento presencial o mais próximo possível da sua cidade/região.

Entre em contato: https://new.safernet.org.br/helpline

Fonte: https://www.stopbullying.gov/bullying/what-is-bullying

Agendamento para consulta presencial ou consulta de psicoterapia on-line:

WhatsApp (13) 991773793

Marina S. R. Almeida

Consultora Ed. Inclusiva, Psicóloga Clínica e Escolar

Neuropsicóloga, Psicopedagoga e Pedagoga Especialista

Licenciada no E-Psi pelo Conselho Federal de Psicologia para atendimento de Psicoterapia on-line

CRP 06/41029

INSTITUTO INCLUSÃO BRASIL

(13) 34663504

Rua Jacob Emmerich, 365 – sala 13 – Centro – São Vicente-SP

CEP 11310-071

marinaalmeida@institutoinclusaobrasil.com.br

www.institutoinclusaobrasil.com.br

https://www.facebook.com/InstitutoInclusaoBrasil/

https://www.facebook.com/marina.almeida.9250

https://www.facebook.com/groups/institutoinclusaobrasil/

Conheça os E-Books

Coleção Escola Inclusiva

Coleção Escola Inclusiva

A Coleção Escola Inclusiva aborda vários temas da educação, elucidando as dúvidas mais frequentes dos professores, profissionais e pais relativas à Educação Inclusiva.

Outros posts

DIREITOS DOS ALUNOS COM DISLEXIA E DISCALCULIA

Quais os direitos dos alunos com Dislexia e Discalculia? CARTILHA DIREITOS DOS ALUNOS COM DISLEXIA:  https://www.dislexclub.com/ – Legislacao-que-ampara-o-aluno-dislexico/ Discalculia saiba mais: http://www.institutoabcd.org.br/portal/arquivos/1367245409_habilidades_matematicas_e_discalculia__autora_monica_weinstein.pdf Direitonet: https://www.direitonet.com.br/artigos/exibir/1626/O-direito-dos-portadores-de-dislexia-ao-atendimento-educacional-especial Unisalle

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Conversar Agora