AUTISTAS, EMPATIA E DIVERSIDADE DE GÊNERO

Compartilhe

O presente estudo realizado pelos pesquisadores Olivia Hendriks 1Yimeng Wei 1Guerreiro Varun 2Gareth Richards, publicado em abril 2022, examinou traços autistas (Autism Spectrum Quotient [AQ]), empatia (Empathizing Quotient-Short [EQ-S]) e sistematizador (Systemizing Quotient-Short [SQ-S]) em uma amostra de 89 adultos e teve como objetivo testar se indivíduos de gênero diverso exibem perfis cognitivos consistentes com as previsões derivadas da teoria Extreme Male Brain (EMB).

Pesquisas anteriores indicam uma ligação entre autismo e identidades transgênero e de gênero, embora a associação ainda não seja totalmente compreendida.

Como a maioria das pesquisas considerou apenas pessoas cisgênero, recrutamos uma amostra mais diversificada entrando em contato com > 200 organizações LGBTQ+ do Reino Unido e postando nas mídias sociais. 

Uma gama de identidades não cisgêneros (por exemplo, homens transgêneros, mulheres transgêneros, não-binárias, genderqueer, transmasculinos) e orientações não heterossexuais (por exemplo, bissexuais) foram representados, e os participantes foram categorizados em um dos quatro grupos: (1) mulher designada no nascimento, mas não se identifica como mulher (transgênero AFAB) (n = 32), (2) mulher cisgênero (n = 21), ( 3) designado homem ao nascer, mas não se identifica como homem (transgênero AMAB) (n = 18), e (4) homem cisgênero (n = 18). 

Depois de controlar a idade e o status de diagnóstico do autismo, os participantes transgêneros do AFAB tiveram pontuações AQ marginalmente mais altas e pontuações SQ-S significativamente mais altas e pontuações de sistematização em relação à empatia (D), em comparação com o grupo feminino cisgênero.

Não foram detectadas tais diferenças entre os grupos masculinos transgêneros AMAB e cisgêneros. Nossas descobertas estão amplamente alinhadas com as previsões derivadas da teoria EMB, embora nenhum participante transgênero do AFAB tenha relatado ser heterossexual.

Referências bibliográficas:

Aitken, M., Steensma, TD, Blanchard, R., VanderLaan, DP, Wood, H., Fuentes, A., Spegg, C., Wasserman, L., Ames, M., Fitzsimmons, CL, Leef, JH , Lishak, V., Reim, E., Takagi, A., Vinik, J., Wreford, J., Cohen-Kettenis, PT, de Vries, ALC, Kreukels, BPC, & Zucker, KJ (2015). Evidência para uma razão sexual alterada em adolescentes encaminhados para clínica com disforia de gênero. Journal of Sexual Medicine, 12(3), 756-763. https://doi.org/10.1111/jsm.12817 – DOI

Associação Americana de Psiquiatria. (2013). Manual diagnóstico e estatístico de transtornos mentais (5ª ed.). Associação Americana de Psiquiatria.

Associação Americana de Psicologia. (2020). Manual de publicação da American Psychological Association (7ª ed.). Associação Americana de Psicologia.

Auyeung, B., Baron-Cohen, S., Ashwin, E., Knickmeyer, RC, Taylor, K., & Hackett, G. (2009). Testosterona fetal e traços autistas. British Journal of Psychology, 100(1), 1–22. https://doi.org/10.1348/000712608×311731 – DOI – PubMed

Auyeung, B., Taylor, K., Hackett, G., & Baron-Cohen, S. (2010). Testosterona fetal e traços autistas em crianças de 18 a 24 meses. Autismo Molecular, 1(1). https://doi.org/10.1186/2040-2392-1-11

A Psicóloga Marina Almeida é especialista em Transtorno do Espectro Autista. Realizo psicoterapia online ou presencial para pessoas típicas e neurodiversas.

Realizo avaliação neuropsicológica online e presencial para diagnóstico de Transtorno do Espectro Autista em Adultos e TDAH.

Agende uma consulta no WhatsApp (13) 991773793.

Marina S. R. Almeida – CRP 06/41029

Consultora Ed. Inclusiva, Psicóloga Clínica e Escolar

Neuropsicóloga, Psicopedagoga e Pedagoga Especialista

Licenciada no E-Psi pelo Conselho Federal de Psicologia para atendimento de Psicoterapia on-line

WhatsApp (13) 991773793

INSTITUTO INCLUSÃO BRASIL

Rua Jacob Emmerich, 365 – sala 13 – Centro – São Vicente-SP

CEP 11310-071

marinaalmeida@institutoinclusaobrasil.com.br

www.institutoinclusaobrasil.com.br

https://www.facebook.com/InstitutoInclusaoBrasil/

https://www.facebook.com/marina.almeida.9250

https://www.facebook.com/groups/institutoinclusaobrasil/

Conheça os E-Books

Coleção Neurodiversidade

Coleção Escola Inclusiva

Os E-books da Coleção Neurodiversidade, abordam vários temas da Educação, elucidando as dúvidas mais frequentes de pessoas neurodiversas, professores, profissionais e pais relativas à Educação Inclusiva.

Outros posts

AUTISMO E SÍNDROME DE EHLERS DANLOS

Pesquisadores e médicos na área do autismo sabem há muito tempo sobre a associação entre hipermobilidade e autismo (Tantam, Evered & Hersov, 1990), e a

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×