AUTISTAS E O TREINO DO BANHEIRO – DICAS UTÉIS

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter

As crianças autistas e o treino do banheiros precisam de mais tempo e ter uma ordem para garantir o sucesso.

O mais importante de tudo é a ingestão de líquido têm que ser controlada cuidadosamente nas horas que antecedem a hora de dormir. Evite permitir que seu filho beba qualquer quantidade maior de líquido após as 18hs.

Se ele sentir sede após esta hora permita que ele beba alguns goles de água. Você talvez ache necessário fazer pequenos ajustamentos no cronograma baseado na resposta individual de seu filho. Com certeza, esteja certa que ele bebeu a quantidade adequada de líquido antes dessa hora.

Faça um cronograma de horário das vezes que ele poderá ir ao banheiro durante a noite logo que ele deitar-se. Ir ao banheiro a esta hora não é uma opção; é preciso que seja um evento já marcado no cronograma e que toda noite ele o faça na mesma hora. Estes horários têm que ser os mesmos, rotina, para que não ocorram acidentes.

E se essas mudanças não surtirem nenhum efeito e se manter seco durante a noite, então inclua essas próximas estratégias:

Checar periodicamente para determinar quando ele urina na cama durante a noite. Por exemplo, talvez você descubra que ele constantemente está seco até às 11hs, mas em algum momento ele está molhado após esse horário.

Comece o treinamento de habituá-lo a urinar no toilette durante a noite. Acorde-o e o leve ao banheiro constantemente às 11hs. Faça disto uma rotina. Com a importância sem muita conversa ou confusão.

Como o seu objetivo é fazer que seu filho fique seco durante a noite e a usar o toilette quando ele sentir que precisa urinar, é importante que você dê a ele símbolos visuais e outros suportes necessários para chegar a este objetivo com o mínimo incomodo as outras pessoas da família. Mesmo que ele já possa estar utilizando o toilette sozinho durante o dia, comece a utilizar os símbolos visuais para que ele possa utilizar o banheiro.

Coloque fotos ou desenhos que simbolizem “use o banheiro” nas portas do banheiro e em outros locais no alcance de sua visão. Inicialmente direcione a sua atenção a estas figuras quando ele usar o banheiro de dia ou a noite.

Também dê a ele uma figura correspondente quando você acordá-lo durante a noite para levá-lo ao banheiro. Isto faz com que haja embasamento para um eventual uso de pistas visuais, independente se ele usa o banheiro sozinho ou não.

Quando seu filho tiver habituado a usar o banheiro durante a noite em uma determinada hora, ele talvez desenvolva uma grande conscientização dos sinais físicos que o levem a acordar e a acessar o banheiro. Tendo a figura prontamente fixada aonde ele irá visualizá-la assim que acordar, facilitará o passo final de ir ao banheiro sozinho.

Tenha certeza de também ensiná-lo a responder a uma figura que tenha como mensagem “durma”. Fixe esta figura onde ele possa ver logo que ele termine de utilizar o banheiro durante a noite para ter a certeza que ele retorne para a cama e durma.

Estas estratégias têm sido usadas com grande sucesso em crianças que tiveram problemas de urinar na cama durante a noite. E também com crianças que ficam perambulando pela casa durante a noite, após acordar com vontade de usar o banheiro.

Algumas dicas para ensinar a criança a usar o banheiro, texto traduzido de Susan Boswell .

Para ensinar a criança o uso do banheiro devemos sempre tirar fralda, limpar, colocar a roupa , tudo relacionado ao uso o vaso sanitário, sempre no banheiro, não tire a roupa da criança e nem troque suas fraldas no quarto, para que ela compreenda que, para fazer xixi, coco usa-se o banheiro.

De início observe os horários em que normalmente a criança faz xixi e coco. Anote
Após essa observação leve a criança ao banheiro nesses horários, é importante que se estabeleça uma rotina e que não esqueçam os horários.

Converse sempre com ela explicando que você a está levando o banheiro para fazer xixi e etc…, mesmo que você acredite que ela não está entendo o que você fala.

Alguns problemas que podem aparecer nesse processo e algumas dicas úteis:

Resistência a sentar no vaso sanitário:

  • Deixe sentar no vaso sanitário sem remover a roupa
  • Deixe sentar no vaso sanitário com a tampa fechada.
  • Use pinico (se o vaso sanitário for muito alto) e depois jogue o xixi ou coco no vaso sanitário na frente dela.
  • Demonstre como sentar no vaso sanitário: use um boneco para demonstrar, você senta em seguida e depois, a criança senta.
  • Sente junto
  • Ofereça ajuda física se necessário.
  • Ajude a compreender por quanto tempo deve permanecer sentado (deixe-a ouvir uma música e, quando ela acabar, poderá sair. Use um relógio despertador por um minuto).
  • Quando ela começar a sentar-se ofereça entretenimento – como livro, brinquedos ou outra coisa que a criança gosta. Você pode fazer uma caixinha com brinquedos q a criança só vai brincar quando estiver sentada no vaso sanitário, assim você garante que ela não vai perder o interesse por aquele determinado brinquedo.

Medo da descarga:

  • Não use a descarga até ter algo para ser removido
  • Use a descarga quando a criança estiver longe do vaso sanitário (como na porta).
  • Marque o lugar que acriança deve estar para você usar a descarga e, gradualmente coloque este lugar cada vez mais perto do vaso sanitário.
  • Avise que vai usar a descarga. Exemplo: “está pronto? 1, 2, 3 e já!” (aperte a descarga).
  • Deixe a criança usar a descarga

Só quer usar a descarga:

  • Cobrir a descarga para a criança não ver
  • Dê algo para segurar

Brincar com água:

  • Ofereça um brinquedo que tenha água para distrair
  • Use uma toalha para cobrir as pernas da criança enquanto usa o vaso sanitário.
  • Cubra o vaso sanitário até usar.

Brincar com o papel higiênico:

  • Tire do lugar se estiver causando muitos problemas (substitua por lenços de papel)
  • Já deixe a mão a quantidade certa que deve usar
    Não quer se limpar:
  • Tente materiais diferentes (lenço de papel, lenços umedecidos, toalhinha, esponja).
  • Demonstre este processo usando uma boneca

Não quer fazer xixi em pé (para os meninos):

  • Ofereça um alvo para a criança atingir na água (cereal redondo, por exemplo).
  • Aumente o tamanho do alvo se necessário (use alguns cereais formando um círculo).
  • Use corante para mudar a cor da água e obter a atenção da criança.

Quer manter a fralda:

  • Corte o fundo da fralda aos poucos, e ofereça outra fralda quando sentar no vaso sanitário.

Entre em contato comigo e agende uma entrevista:

Marina S. R. Almeida

Consultora Ed. Inclusiva, Psicóloga Clínica e Escolar

Neuropsicóloga, Psicopedagoga e Pedagoga Especialista

CRP 41029-6

INSTITUTO INCLUSÃO BRASIL

Whatsapp (13) 991773793 ou (13) 34663504

Rua Jacob Emmerich, 365 sala 13 – Centro – São Vicente-SP

CEP 11310-071

marinaalmeida@institutoinclusaobrasil.com.br

www.institutoinclusaobrasil.com.br

https://www.facebook.com/InstitutoInclusaoBrasil/

https://www.facebook.com/marina.almeida.9250

https://www.facebook.com/groups/institutoinclusaobrasil/

Conheça os E-Books

Coleção Escola Inclusiva

Coleção Escola Inclusiva

A Coleção Escola Inclusiva aborda vários temas da educação, elucidando as dúvidas mais frequentes dos professores, profissionais e pais relativas à Educação Inclusiva.

Outros posts

O QUE SÃO FOBIAS OU MEDOS INTENSOS

A fobia é um medo incapacitante de um objeto, lugar, situação ou animal que envolve uma percepção irrealista de perigo ou ameaça. Às vezes, as

DIAGNÓSTICO ON-LINE DE AUTISTAS ADULTOS

A Psicóloga Marina Almeida fornece um serviço diferenciado de diagnóstico clínico – o reconhecimento diagnóstico dos atributos únicos e específicos das condições do Transtorno do

4 respostas

  1. Oi boa noite meu nome é Odair e tenho um filho AUTISTA com 10 anos e até hoje eu tenho dificuldade de que ele se limpe após ir ao banheiro e geralmente quando eu vou verificar ele,ele não se limpou direito e muitas vezes o cheiro ja está se exalando no ar e algumas vezes ele tem que ficar tomando banho o tempo todo e isso quando o sofá não fica cheirando esse odor mal.

    1. Bom dia,Sr. Odair
      Neste caso seu filho precisa ter um reforçamento positivo (uma jujuba, uma bala) quando ele tenta fazer a higiene. E ter uma sanção quando não faz a higiene, por exemplo tirar uma atividade, um brinquedo. Assim que ele realizar o comportamento mais adequado poderá devolver o brinquedo e ou reforça-lo com doce tipo uma guloseima pequena uma jujuba, uma bala. Poderá fazer um cartaz com estrelas aonde ele ganha estrelas durante a semana se fizer o comportamento mais correto, no sábado conta-se as estrelas e ele ganha um reforço positivo, uma bala, um chocolate pequeno ou algo que ele goste.
      Att.Marina S. R. Almeida
      Consultora Ed. Inclusiva, Psicóloga Clínica e Escolar
      Neuropsicóloga, Psicopedagoga e Pedagoga Especialista
      CRP 41029-6
      INSTITUTO INCLUSÃO BRASIL
      (13) 34663504
      R. Jacob Emmerich, 365 sala 13 – Centro – São Vicente-SP
      CEP 11310-071
      marinaalmeida@institutoinclusaobrasil.com.br
      http://www.institutoinclusaobrasil.com.br

      https://www.facebook.com/InstitutoInclusaoBrasil/
      https://www.facebook.com/marina.almeida.9250
      https://www.facebook.com/groups/institutoinclusaobrasil/

    1. Bom dia, Sonia!
      Um prazer!!
      Obrigada!
      Att.
      Marina S. R. Almeida
      Consultora Ed. Inclusiva, Psicóloga Clínica e Escolar
      Neuropsicóloga, Psicopedagoga e Pedagoga Especialista
      CRP 41029-6
      INSTITUTO INCLUSÃO BRASIL
      Whatsapp (13) 991773793 ou (13) 34663504
      Rua Jacob Emmerich, 365 sala 13 – Centro – São Vicente-SP
      CEP 11310-071
      marinaalmeida@institutoinclusaobrasil.com.br
      http://www.institutoinclusaobrasil.com.br
      https://www.facebook.com/InstitutoInclusaoBrasil/
      https://www.facebook.com/marina.almeida.9250
      https://www.facebook.com/groups/institutoinclusaobrasil/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×