ORIENTAÇÕES AOS PACIENTES E AOS PSICÓLOGOS – MANEJOS ADEQUADOS EM PSICOTERAPIA ON-LINE EM TEMPOS DE CORONAVÍRUS

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter

Para ajudar a impedir a disseminação do coronavírus, o Ministério da Saúde recomenda o distanciamento social. Isso significa que os indivíduos são incentivados a limitar o contato social desnecessário.

Em resposta, muitas pessoas estão mudando a maneira como conduzem os negócios – incluindo os profissionais de saúde. Muitas vezes, questiona-se onde está a responsabilidade das empresas que permitiram que os dados dos clientes fossem levados a conhecimento público a partir de
seus servidores.

São essas preocupações que resultaram na promulgação da LGPD – Lei Geral de Proteção de Dados no Brasil, que promete apertar o cerco sobre as organizações, profissionais e pessoas que não
se adequarem à proteção de dados.

Por isso, essa é a hora de se atualizar para evitar danos incorrigíveis futuros ou para entender melhor o seu direito como cidadão.

Para reduzir o contato pessoal, alguns psicólogos estão começando a oferecer tratamento on-line. Seja em reunião por vídeo ou telefone, os compromissos de terapia virtual não são os mesmos que os encontros presenciais, por isso é importante educar-se sobre o que esperar e como isso
pode afetar seu tratamento.

Muitos colegas psicólogos têm me perguntado se podem realizar atendimento de psicoterapia on-line, sem formação adequada e utilizando qualquer meio de atendimento digital (WhatsApp, Skype, Facetime, Hangout, dentre outros congêneres). Penso que, a segurança e o bem-estar dos pacientes é a principal prioridade, mas também precisamos ser solidários e pragmáticos para responder a essas circunstâncias do coronavírus sem precedentes.

Há muitas questões práticas a considerar, além de implicações significativas sobre como as pessoas podem se apresentar de maneira diferente on-line, como a forma de se comunicar e se comportar diante de uma comunicação virtual, e talvez os profissionais que não tem formação adequada pode não compreender estes novos manejos necessários para o bom atendimento psicoterapêutico nesta modalidade de videoconferência.

Recomendo que você profissional da saúde (psicólogos, médicos, etc.) procure treinamento sobre psicoterapia on-line mais formal a longo prazo. 

Muitos psicólogos estão em contextos que envolvem serviços e organizações com necessidades diferentes e às vezes conflitantes. Como sempre, a segurança dos dados e sigilo do paciente vem
em primeiro lugar. 

Sabemos hoje o quanto empresas e pessoas mal intencionadas estão hackeando nossos dados pessoais e utilizando para inúmeras finalidades sem ética alguma.

Sugiro abaixo uma lista de filmes na NETFLIX que tratam das questões atuais sobre hackear dados, alguns destes filmes você poderá encontrar no Youtube. Assistindo aos filmes poderá ter uma ideia do que estou defendendo, da importância de utilizar meios digitais adequados ao realizar atendimento
de psicoterapia on-line com criptografia HIPAA-BAA, segurança de dados e sigilo ético.

Sugestão de filmes:

“Snowden- Herói ou Traidor” (2016), “Privacidade Hackeada” (2019), “Invasão de Privacidade”(2016), “Hackers” (2015), “Sujeito a Termos e condições” (2013), “Nada é Privado: O Escândalo da Cambridge Analytica” (2019) e as séries “Black Mirror” ( 2011) e “Dark Net” (2016).

É importante você profissional da saúde fazer uma pausa e refletir sobre sua própria competência para este trabalho de psicoterapia on-line. 

Você também deve negociar com cada paciente se esse é o que eles gostariam de fazer e se parece seguro e ético que eles trabalhem dessa maneira.  Reserve um tempo para refletir sobre isso e
continue buscando apoio de colegas e supervisores experientes nesta área de atendimento de Telessaúde.

Talvez seja melhor fazer uma pausa e pensar com clareza antes de tomar decisões individuais importantes. Se não tiver certeza de como realizar atendimentos de psicoterapia on-line por videoconferência ou em outras mídias digitais, será melhor cumprir seus princípios, valores éticos e
seguir as recomendações legais e não o fazer.

Encaminhe seu paciente para um colega profissional qualificado nesta modalidade de atendimento virtual.

Diferenças entre tratamento presencial e on-line

Existem algumas diferenças entre psicoterapia on-line e psicoterapia presencial. Embora o tratamento on-line tenha a mesma eficácia e validação confirmadas em evidências científicas quanto ao
atendimento presencial.

Esta modalidade pode ser conveniente para algumas pessoas, especialmente durante a pandemia de coronavírus, dentre outras situações, como viagens a trabalho, problemas de saúde incapacitante,
mobilidade reduzida, estados depressivos, pessoas que não tem acesso a profissionais de saúde, etc.

A psicoterapia on-line é qualquer serviço de saúde mental que ocorra pela internet, também chamada de Telessaúde. 

Os psicólogos que atendem on-line podem realizar sessões por e-mail, mensagens de texto, videoconferência, bate-papos on-line e / ou por telefone via internet.

Há regulamentações para esta prática de atendimento virtual em Telessaúde, maneiras diferentes da prática clínica conforme a abordagem teórica do psicólogo, portanto temos uma metapsicologia
para realizar os manejos dos atendimentos on-line, não basta abrir a câmara e
conversar com seu paciente.

Mantendo o mesmo psicólogo ou escolher outro?

Se você já está em psicoterapia, pode perguntar ao seu psicólogo sobre qualquer opção de tratamento virtual se estiver preocupado com o distanciamento social ou não está se sentindo muito bem. 

Mas, antes de concordar em fazer isso, é importante considerar como será esta modalidade de atendimento on-line.

Pergunte como o seu psicólogo oferecerá este tratamento psicoterápico, orientação, aconselhamento, psicoterapia breve, na modalidade virtual.

Você vai falar por telefone? 

Você pode se comunicar via chat de videoconferências? 

Você pode enviar e-mails ou mensagens?

Qual o tipo de mídia digital que será utilizada?

Esta mídia é segura, protege seus dados e garante sigilo ético?

Se não contemplar isso, melhor optar por outro profissional qualificado.

Converse sobre quaisquer preocupações que possa ter. Discuta o que você fará se encontrar algum obstáculo ao tentar realizar a terapia on-line. Você pode encontrar problemas práticos, como
falhas técnicas, ou pode descobrir que seu progresso diminui ou que seus compromissos não parecem ser tão eficazes.

Ter uma discussão franca sobre os obstáculos que você pode encontrar, bem como resolver os problemas, se eles surgirem, pode ser muito útil. Quando você se sente seguro esclarecendo suas dúvidas, poderá tirar o melhor proveito da psicoterapia on-line.

Linguagem corporal

Outro fator a considerar se você vai se encontrar on-line é a sua linguagem corporal. Durante o tratamento frente a frente, você e seu terapeuta podem ler a linguagem corporal um do outro.

Isso é muito mais difícil de fazer durante as conversas por vídeo e é impossível se você estiver falando por telefone. Você pode achar difícil saber como o seu terapeuta está respondendo se você não consegue ver a linguagem corporal ou os gestos faciais.

Por outro lado, seu terapeuta também não será capaz de ler sua linguagem corporal. Por isso é importante ter um diálogo com seu psicólogo sobre este novo arranjo.

Quais pacientes são elegíveis para atendimento em psicoterapia on-line?

Muitas formas de psicoterapia por conversa podem funcionar por telefone, via e-mail ou chat por vídeo. Mas alguns tipos de pacientes não são indicados para sessões virtuais.

No caso de pacientes com núcleos psicóticos, esquizofrênicos, depressões graves, ideação suicida não são elegíveis para intervenções de psicoterapia on-line. Seu psicólogo pode ajudá-lo a decidir se o tratamento virtual é adequado para você.

Como conseguir um novo terapeuta?

Nem todos os profissionais da saúde estão qualificados para oferecer consultas virtuais. Alguns deles podem ser desconfortáveis ao realizar psicoterapia on-line. Outros podem não ter os meios técnicos para fornecer serviços seguros, confidenciais de e-mail ou de videoconferência.

No Brasil as orientações para atendimentos de Telessaúde e psicoterapia on-line estão previstas na Constituição Federal, Lei de Geral de Proteção de Dados e regulamentadas pelo Conselho Federal de
Psicologia – Resolução no. 011/2018 e Código de Ética do Psicólogo. Portanto, não são indicados a utilização de WhatsApp, Facetime, Hangout, Skype, dentre outras mídias congêneres para atendimentos de psicoterapia on-line, visto que a segurança da criptografia não é segura e há armazenamento de dados da conversa do psicólogo/psicanalista e seu paciente quebrando o sigilo ético.

As recomendações para os profissionais de saúde no Brasil para realização de atendimento de psicoterapia on-line e Telessaúde é a utilização de plataformas destinadas a Telessaúde ou Psicoterapia on-line com uso criptografia dentro das normas e regulamentações internacionais HIPAA-BAA.

Se o seu psicólogo não puder fornecer tratamento virtual garantindo estas regulamentações citadas, você pode decidir procurar tratamento com um novo psicólogo licenciado e que ofereça atendimento
de psicoterapia on-line seguindo as orientações obrigatórias. 

Perguntas a serem feitas ao seu psicoterapeuta on-line antes de iniciar o tratamento

Como assinarei a papelada de convênio ou contrato dos serviços prestados de psicoterapia? 

O seu terapeuta tem uma maneira de você assinar eletronicamente formulários, realizar pagamentos, plano de tratamento emergencial ou formulários de pais para consentimentos de atendimento de
crianças e adolescentes?

Como minhas informações são mantidas em sigilo? 

Qualquer serviço de videoconferência, bate-papo por vídeo ou serviço de mensagens de e-mail usado deve atender a regulamentos específicos para garantir que suas informações sejam mantidas em segurança e confidenciais.

Meu seguro saúde, convênios cobre atendimento de psicoterapia on-line? 

A maioria das companhias de seguros não cobre tratamento on-line. Então, você deve perguntar ao seu psicólogo sobre qual plano de saúde está aceitando esta modalidade de atendimento. Você também pode entrar em contato com sua companhia de seguros para conhecer suas opções.

Quanto vai custar o atendimento de psicoterapia on-line? 

A psicoterapia on-line normalmente custa o mesmo valor do tratamento presencial, isto quando de fato o psicólogo está cumprindo todas as regulamentações legais, uso de equipamentos tecnológicos adequados e investimento em formação para psicoterapia on-line.

De qualquer forma, cada profissional fará seus arranjos de honorários de acordo com sua formação, investimentos e disponibilidades de seu paciente.

Que tipo de tecnologia eu preciso como paciente para fazer o atendimento on-line? 

Geralmente, ter uma boa internet banda larga, uso de antivírus pago, fones de ouvido, laptop ou computador, nem sempre é recomendável o uso do celular, mas há exceções que isso será conveniente, ter conhecimentos mínimos de internet para utilizar o equipamento de videoconferência.

Que tipo de tecnologia eu preciso como psicólogo para atendimento on-line?

Existem implicações de segurança relevantes para smartphones e tablets, bem como para computadores.

Você precisará garantir que seus dispositivos estejam adequadamente protegidos e que seus procedimentos sejam seguros e éticos.

Você deve proteger com senha todos os dispositivos que você usa para se comunicar com os pacientes.

Você também precisará garantir a instalação do software antivírus e das atualizações mais recentes do fabricante.

Muitas das plataformas seguras têm versões com bom desempenho em um telefone ou tablet, mas possuem limitações e você pode não se sentir suficientemente conectado ao seu paciente, como por exemplo a plataforma da Casa dos Insights.

A comunicação telefônica mais tradicional com os pacientes (aconselhamento por telefone) pode ser uma alternativa adequada ao trabalho presencial.

Você precisará garantir que você tenha um local em casa onde possa configurar um espaço seguro e confidencial para trabalhar e que tenha o equipamento necessário (computador com programas originais, antivírus pago, cabo de internet ligado e utilizar plataforma segura para Telessaúde. 

Cada profissional de saúde precisa avaliar suas circunstâncias individuais e tomar decisões informadas sobre ética e segurança. É importante considerar a segurança e a confidencialidade o tempo todo e fazer todo o possível para proteger você e seus pacientes. 

Você também precisará aconselhar seus pacientes sobre formas básicas de garantir confidencialidade e segurança, como utilizarem equipamentos tecnológicos adequados, com antivírus, sem notificações, realizarem a psicoterapia em local seguro e sigiloso, usar fones de ouvido e estar vestido adequadamente.

Você não pode garantir segurança absoluta, mas há muitas coisas que ajudarão a sua configuração a ser “boa o suficiente”.

É sempre útil discutir as coisas cuidadosamente com os pacientes e prepará-los para o que eles precisam pensar ao mudar para a Internet.

Muitos psicoterapeutas online enviam aos pacientes uma folha de informações para estabelecer alguns princípios importantes relacionados a:

Organizando sessões e tempo

Como usar a plataforma segura para atendimento
on-line

Plano b se a tecnologia falhar

Manter o material terapêutico em dia

Se for o caso contrato de consentimento de pais
para atender crianças ou adolescentes

Agendamento das sessões

Isenção de taxa de cancelamento

Formas de pagamento

Estamos todos trabalhando juntos para tentar oferecer o melhor serviço possível para nossos pacientes.

Se precisar encaminhar pacientes ou ajuda de supervisão clínica sobre manejos e orientações em psicoterapia on-line e Telessaúde, estou à disposição. Entre em contato comigo Psicóloga Marina Almeida pelo WhatsApp (13) 991773793, sou licenciada pelo E-psi do Conselho Federal de Psicologia, tenho Pós graduação em Psicoterapia on-line mediada por Tecnologias de Informação
e Comunicação.

Questões relacionadas ao coronavírus que você pode querer resolver em psicoterapia on-line, cito alguns exemplos:

Como posso gerenciar minha saúde mental quando reduzi meu contato social?

O que posso lidar com minha ansiedade, irritação e estresse?

Agora que passo mais tempo em casa, que medidas preciso tomar para me manter o mais saudável possível?

Existem exercícios ou estratégias específicas que posso usar para criar força na minha saúde mental?

Como devo falar com meus filhos sobre o coronavírus?

O que posso lidar com o impacto do estresse financeiro durante esse período?

Você pode descobrir que a psicoterapia on-line pode funcionar muito bem neste período para acompanhar você e suas necessidades. 

Mas, se você achar que ainda prefere compromissos pessoais, não há necessidade de se preocupar. 

Depois que os esforços de distanciamento social diminuírem, você poderá retornar às reuniões presenciais novamente.

Marina S. R. Almeida

Consultora
Ed. Inclusiva, Psicóloga Clínica e Escolar

Neuropsicóloga,
Psicopedagoga e Pedagoga Especialista

Licenciada
no E-Psi pelo Conselho Federal de Psicologia para atendimento de Psicoterapia
on-line

CRP 06/41029

Agendamento para consulta presencial ou
consulta de psicoterapia on-line:

WhatsApp
(13) 991773793

INSTITUTO
INCLUSÃO BRASIL

(13)
34663504

Rua Jacob
Emmerich, 365 – sala 13 – Centro – São Vicente-SP

CEP 11310-071

marinaalmeida@institutoinclusaobrasil.com.br

www.institutoinclusaobrasil.com.br 

Conheça os E-Books

Coleção Escola Inclusiva

Coleção Escola Inclusiva

A Coleção Escola Inclusiva aborda vários temas da educação, elucidando as dúvidas mais frequentes dos professores, profissionais e pais relativas à Educação Inclusiva.

Outros posts

DIREITOS DOS ALUNOS COM DISLEXIA E DISCALCULIA

Quais os direitos dos alunos com Dislexia e Discalculia? CARTILHA DIREITOS DOS ALUNOS COM DISLEXIA:  https://www.dislexclub.com/ – Legislacao-que-ampara-o-aluno-dislexico/ Discalculia saiba mais: http://www.institutoabcd.org.br/portal/arquivos/1367245409_habilidades_matematicas_e_discalculia__autora_monica_weinstein.pdf Direitonet: https://www.direitonet.com.br/artigos/exibir/1626/O-direito-dos-portadores-de-dislexia-ao-atendimento-educacional-especial Unisalle

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Conversar Agora