TORNANDO OS LOCAIS DE TRABALHO AMIGÁVEIS PARA PESSOAS AUTISTAS

Compartilhe

Há uma série de mudanças que um empregador pode implementar para tornar o local de trabalho mais favorável para pessoas autistas.

Um local de trabalho que reconhece a neurodiversidade é um local de trabalho humanizado, respeitoso e melhor para todos os trabalhadores. Também beneficiará os trabalhadores autistas que podem não estar conscientes do seu autismo, os trabalhadores que não têm um diagnóstico formal ou os trabalhadores que não têm confiança para pedir mudanças.

Aqui estão algumas sugestões para possíveis ajustes no local de trabalho para torná-lo mais favorável a pessoa autista:

  • Perguntar a pessoa autista quais são suas necessidades de adaptação e modificações de barreiras de acessibilidade
  • Regras e expectativas claras e lógicas
  • Um espaço de relaxamento no local de trabalho: por exemplo, uma sala silenciosa
  • Redução da distração/sobrecarga sensorial no local de trabalho: por exemplo, maximizar a luz natural, permitir facilmente controle da luz e da temperatura, reduzir cheiros fortes e barulhos
  • Informações sobre autismo e sobre serviços de apoio, disponíveis para que todos os trabalhadores possam acessá-las
  • Treinamento para gerentes e outras pessoas sobre o autismo, incluindo o reconhecimento dos aspectos positivos e das habilidades autistas
  • Todas as instruções e políticas devem ser escritas e comunicadas de forma clara e precisa
  • Ferramentas para ajudar na organização do trabalho pessoal, por exemplo, horários visuais, aplicativos organizadores
  • Que apenas critérios objetivos sejam usados para avaliação/promoção
  • Que os horários de trabalho sejam respeitados
  • Inclusão das pessoas autistas, (neurodiversas) nas políticas de assédios, intimidação e bullying.
  • A empresa precisa ter informações de como respeitar e apoiar a pessoa autistas em situações de crises (shutdowns ou meltdowns)

Ajustes razoáveis para trabalhadores autistas podem incluir:

  • Folga remunerada quando necessário
  • Horas fixas em vez de turnos variáveis ou sobrecarga de trabalho que pode contribuir para o burnout autista
  • Reduzir estímulos sensoriais específicos no local de trabalho, por exemplo, localizar a estação de trabalho da pessoa autista numa parte mais silenciosa ou menos iluminada do escritório
  • Mudança de local de trabalho, por exemplo, para estar mais perto de casa, ou mais perto de instalações de apoio, ou para um local de trabalho mais silencioso ou menos estimulante
  • Pausas extras para permitir relaxamento
  • Fornecer um mentor de apoio
  • Suporte individual onde os cronogramas são inevitavelmente interrompidos e quando mudanças são introduzidas
  • Ajuste na forma como as avaliações são realizadas
  • Uma rotina e horário de trabalho claros
  • Home office híbrido
  • Uma estação de trabalho pessoal (em vez de compartilhar uma estação de trabalho)
  • Flexibilização dos gatilhos para ação disciplinar em questões como faltas por doença ou erros decorrentes de comprometimento de funções executivas
  • Folga adicional de treinamento ou para tratamentos terapêuticos/consultas, como parte de uma política de saúde mental e física aos trabalhadores
  • Reatribuir algum trabalho aos colegas, com o seu acordo.

A Psicóloga Marina da Silveira Rodrigues Almeida é especialista em Transtorno do Espectro Autista.

Realizo psicoterapia online ou presencial para pessoas neurotípicas e neurodiversas.

Realizo avaliação neuropsicológica online para diagnóstico de Transtorno do Espectro Autista em Adultos e TDAH.

Agende uma consulta no WhatsApp +55 (13) 991773793.

Marina da Silveira Rodrigues Almeida – CRP 06/41029

Consultora Ed. Inclusiva, Psicóloga Clínica e Escolar

Neuropsicóloga, Psicopedagoga e Pedagoga Especialista

Licenciada no E-Psi pelo Conselho Federal de Psicologia para atendimento de Psicoterapia on-line

WhatsApp (13) 991773793

INSTITUTO INCLUSÃO BRASIL

Rua Jacob Emmerich, 365 – sala 13 – Centro – São Vicente-SP

CEP 11310-071

marinaalmeida@institutoinclusaobrasil.com.br

www.institutoinclusaobrasil.com.br

https://www.facebook.com/InstitutoInclusaoBrasil/

https://www.facebook.com/marina.almeida.9250

https://www.facebook.com/groups/institutoinclusaobrasil/

Instagram:

@institutoinclusaobrasil

@psicologamarinaalmeida

@autismoemadultos_br

Conheça os E-Books

Coleção Neurodiversidade

Coleção Escola Inclusiva

Os E-books da Coleção Neurodiversidade, abordam vários temas da Educação, elucidando as dúvidas mais frequentes de pessoas neurodiversas, professores, profissionais e pais relativas à Educação Inclusiva.

Outros posts

AUTISTAS E O TREINO DO BANHEIRO – DICAS UTÉIS

Checar periodicamente para determinar quando ele urina na cama durante a noite. Por exemplo, talvez você descubra que ele constantemente está seco até às 11hs, mas em algum momento ele está molhado após esse horário.
Comece o treinamento de habituá-lo a urinar no toilette durante a noite. Acorde-o e o leve ao banheiro constantemente às 11h. Faça disto uma rotina. Com a importância sem muita conversa ou confusão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×