GRUPO DE EDUCAÇÃO INCLUSIVA NO FACEBOOK – MATERIAIS GRATUITOS

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter

Grupo de Educação Inclusiva no Facebook- Materiais Gratuitos

Instituto Inclusão Brasil

Este Grupo do Instituto Inclusão Brasil tem como objetivo divulgar gratuitamente artigos, atividades, materiais, livros sobre educação inclusiva – nas áreas de TEA – Autismo, síndrome de Asperger, síndrome de Down, def. Auditiva, def. Intelectual, Altas Habilidades e Superdotação, Surdocegueira, def. Visual, def. Física, TDAH, Dislexia, Discalculia, Mobilidade Reduzida e Síndromes Raras.

Participantes: profissionais da saúde, profissionais da educação, psicólogos, fonoaudiólogos, psicopedagogos, médicos, professores, pais, pessoas com deficiência, militantes engajados na Educação Inclusiva,

Facebook groups: https://www.facebook.com/groups/institutoinclusaobrasil/

ENTRE EM CONTATO:

Instituto Inclusão Brasil

Psicóloga Marina Almeida – CRP 41029/06

Rua Jacob Emmerich, 365 sala 13

Centro – São Vicente – sp

Telefone (13) 34663504

Whatsapp (13) 991773793

E-mail: contato@institutoinclusaobrasil.com.br

Redes Sociais

Facebook: https://www.facebook.com/marina.almeida.9250

Fanpage: https://www.facebook.com/InstitutoInclusaoBrasil/

Facebook groups: https://www.facebook.com/groups/institutoinclusaobrasil/

Linkedin: https://www.linkedin.com/in/marina-almeida-3a4a2578/

Conheça os E-Books

Coleção Escola Inclusiva

Coleção Escola Inclusiva

A Coleção Escola Inclusiva aborda vários temas da educação, elucidando as dúvidas mais frequentes dos professores, profissionais e pais relativas à Educação Inclusiva.

Outros posts

PSICANALISTA PSICODINÂMICA MARINA ALMEIDA

Quando as pessoas perguntam o que é a psicanálise, elas geralmente querem saber sobre o tratamento. Como terapia, a psicanálise baseia-se na observação de que

O QUE SÃO UTOPIAS?

Pensando em nossas angústias, medos, dificuldades diversas, aos quais todos nós estamos passando neste momento de mudança, propomos este texto para pensarmos em nossas igualdades.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×