Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter

O diagnóstico de dependência a internet está ganhando força no campo da saúde mental – e recentemente adicionado ao Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais como um distúrbio que precisa de mais pesquisas, não foi descoberto um diagnóstico padronizado de Transtorno de Dependência da Internet.

Este também é um fator contribuinte significativo para a variabilidade geral do distúrbio como um todo e uma ampla faixa de prevalência na população, de 0,3% a 38%.

Uma das avaliações diagnósticas mais aceitas do Transtorno de Dependência da Internet foi proposta pelo artigo de 2005 de KW Beard  em CyberPsychology and Behavior. Beard propõe cinco critérios de diagnóstico na identificação do Transtorno de Dependência da Internet na população em geral:

  1. Está preocupado com a Internet (pensa constantemente em uso passado ou uso futuro)
  2. Precisa usar a Internet com maior quantidade de tempo para obter satisfação
  3. Esforçou-se sem êxito para controlar, reduzir ou interromper o uso da Internet
  4. Está inquieto, mal-humorado, deprimido ou irritado ao tentar controlar o uso da Internet
  5. Permaneceu on-line por mais tempo do que o originalmente pretendido

Além disso, Beard (2005) sugere que pelo menos um dos itens a seguir também esteja presente no diagnóstico de Transtorno de Dependência da Internet:

  • Prejudicou ou arriscou a perda de um relacionamento, emprego, educação ou oportunidade de carreira significativa devido à Internet
  • Mentiu para familiares, terapeutas ou outros para ocultar seu envolvimento com a Internet
  • Usa a Internet como uma maneira de escapar dos problemas ou aliviar o humor disfórico (por exemplo, culpa, ansiedade, depressão, desamparo)

Se você procurou ajuda com um Transtorno de Dependência da Internet, provavelmente recebeu um teste ou questionário mental de algum tipo para avaliar sua dependência da Internet.

As ferramentas de avaliação mais comuns usadas para ajudar a diagnosticar o Transtorno de Dependência da Internet incluem:

  • Teste de dependência da Internet de Young

Realize seu teste agora:

https://www.seguranet.pt/sites/default/files/teste_de_dependencia_da_internet_0.pdf

  • Questionário de uso problemático da Internet (PIUQ)
  • Escala de uso compulsivo da Internet (CIUS)

Fontes:

https://docplayer.com.br/3454292-Uso-problematico-da-internet.html

https://www.dependenciadeinternet.com.br/

https://www.psycom.net/iadcriteria.html

Agendamento para consultas: presencial ou consulta on-line (psicoterapia on-line):

WhatsApp (13) 991773793

Marina S. R. Almeida

Consultora Ed. Inclusiva, Psicóloga Clínica e Escolar

Neuropsicóloga, Psicopedagoga e Pedagoga Especialista

Licenciada pelo Conselho Federal de Psicologia para atendimento de Psicoterapia on-line

CRP 06/41029

INSTITUTO INCLUSÃO BRASIL

(13) 34663504

Rua Jacob Emmerich, 365 sala 13 – Centro – São Vicente-SP

CEP 11310-071

marinaalmeida@institutoinclusaobrasil.com.br

www.institutoinclusaobrasil.com.br

 

https://www.facebook.com/InstitutoInclusaoBrasil/

https://www.facebook.com/marina.almeida.9250

https://www.facebook.com/groups/institutoinclusaobrasil/

 

Conheça os E-Books

Coleção Escola Inclusiva

Coleção Escola Inclusiva

A Coleção Escola Inclusiva aborda vários temas da educação, elucidando as dúvidas mais frequentes dos professores, profissionais e pais relativas à Educação Inclusiva.

Outros posts

DISCALCULIA – DISLEXIA E MATEMÁTICA

Matemática é a ciência que investiga por meio do raciocínio dedutivo, as relações entre entidades abstratas, como os números, as figuras geométricas, etc., e as

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Conversar Agora