TRANSTORNO DE PERSONALIDADE LIMÍTROFE OU BORDERLINE

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter

Transtorno de Personalidade Limítrofe ou Borderline é um transtorno do desenvolvimento que perturba grandemente a capacidade de uma pessoa para regular suas emoções, controlar suas ações e formar relações interpessoais estáveis.

Infelizmente, o Transtorno de Personalidade Limítrofe ou Borderline é muitas vezes diagnosticada erroneamente como Transtorno Bipolar, quando no Transtorno de Personalidade Limítrofe ou Borderline as mudanças no humor acontecem muito mais rapidamente e podem, com frequência, flutuar dramaticamente no mesmo dia.

O diagnóstico geralmente é realizado durante a adolescência e idade adulta.

Para ser diagnosticado Transtorno de Personalidade Limítrofe ou Borderline, a pessoa deve ter pelo menos cinco dos seguintes sintomas:

  • Medo de abandono
  • Relações instáveis ou em constante instabilidade entre amor e ódio
  • Baixa resistência a frustração
  • Imagem do eu instável e dificuldade com sua própria identidade ou ter um senso de si mesmo
  • Comportamentos autodestrutivos impulsivos (gastos excessivos, sexo inseguro, abuso de substâncias licitas e ilícitas, compulsão alimentar, compulsão por jogos eletrônicos, compulsão a compras, compulsão a alimentação e outros)
  • Comportamento suicida ou autoagressão (cutting – se cortar, se ferir)
  • Instabilidade de humor com variações de humor variadas
  • Sentimentos de vazio
  • Dificuldades com raiva, incluindo perda frequente de temperamento ou brigas físicas
  • Paranoia ou dissociação relacionada ao estresse

Se achar que o que foi dito acima se aplica a si, é importante consultar um especialista para o diagnosticar corretamente.

Uma vez que as pessoas com Transtorno de Personalidade Limítrofe ou Borderline também têm outras perturbações, como depressão, ansiedade, abuso de substâncias, distúrbios alimentares doenças psicossomáticas (fibromialgia, dores de cabeça, crises de alergias, dores no estomago, diarreias, etc). Estes pacientes precisam de acompanhamento com psiquiatra pelo conjunto de sintomas e sofrimentos que apresentam.

Se você está sofrendo de Transtorno de Personalidade Limítrofe ou Borderline, a terapia especializada pode melhorar muito o funcionamento do seu dia a dia e a qualidade de vida.

Também será importante uma avaliação com psiquiatra. Não existe uma medicação específica para este transtorno, contudo há medicações que ajudam a melhorar e estabilizar o quadro geral do paciente.

Quais terapias podem ajudar?

  • Terapia Comportamental Cognitiva
  • Psicanálise Psicodinâmica

Entre em contato comigo e agende uma entrevista:

Marina S. R. Almeida

Consultora Ed. Inclusiva, Psicóloga Clínica e Escolar

Neuropsicóloga, Psicopedagoga e Pedagoga Especialista

CRP 41029-6

INSTITUTO INCLUSÃO BRASIL

Whatsapp (13) 991773793 ou (13) 34663504

Rua Jacob Emmerich, 365 sala 13 – Centro – São Vicente-SP

CEP 11310-071

marinaalmeida@institutoinclusaobrasil.com.br

www.institutoinclusaobrasil.com.br

https://www.facebook.com/InstitutoInclusaoBrasil/

https://www.facebook.com/marina.almeida.9250

https://www.facebook.com/groups/institutoinclusaobrasil/

Conheça os E-Books

Coleção Escola Inclusiva

Coleção Escola Inclusiva

A Coleção Escola Inclusiva aborda vários temas da educação, elucidando as dúvidas mais frequentes dos professores, profissionais e pais relativas à Educação Inclusiva.

Veja mais

× Conversar Agora